Como os cães-guia são treinados?

Cão-guia é um animal que passa por um treinamento e é capaz de auxiliar a deficientes visuais. São permitidos em espaços públicos e dão maior segurança aos deslocamentos dos seus tutores. Viu um na rua e achou fofinho? Contenha-se se ele estiver com a guia, pois é sinal de que está trabalhando. “Ele sabe diferenciar seu momento de trabalho e seu momento de lazer” diz Jhennifer Ferreira, da Escola de Cães Guias.

Ela explica que a formação de uma cão-guia dura em média 2 anos, tempo em que ele aprende a conduzir o tutor desviando de objetos a uma distância segura, a encontrar a saída, escadas ou um lugar para sentar, por exemplo. O problema é o custo desse treinamento altamente especializado e raro no Brasil, entre R$ 55 mil e R$ 60 mil. Na Escola Helen Keller, esse valor vem do apoio de parceiros e doadores anônimos, já que os cães, ao final do processo, são oferecidos de modo gratuito aos deficientes visuais.

Segundo Jhennifer, o treinamento tem três etapas principais. O primeiro vai do nascimento até os três meses, quando os filhotes vivenciam muitas situações na Escola. Depois, eles são encaminhados a um socializador, que é um tutor adotivo e voluntário que tem a responsabilidade de apresentar o mundo ao filhote, como levá-lo a restaurantes, shoppings, shows, sair para andar de ônibus e de avião.

Isso acontece para que ele saiba se comportar em diferentes situações, sempre sob a instrução e o apoio dos treinadores. Não há pré-requisitos para os voluntários que desejam assumir a função de socializador.

“Com 15 meses, ele retorna para a escola e para os seus treinos diários para então aprender os comandos de guia”, explica Jhennifer. Isso acontece por seis meses, até que o cão se forme e passe por uma adaptação com o deficiente visual.

Na Escola Helen Keller, são formados apenas cães da raça labrador. “Mas não existe regra, muitos países trabalham com raças diferentes e propícias para seu clima”, diz.

Segundo Jhennifer, qualquer deficiente pode se inscrever para receber um cão treinado pela escola. “Serão avaliadas suas condições socioeconômicas, físicas e emocionais. Quando selecionada para receber um cão-guia, a pessoa ficará de 4 a 5 semanas em adaptação, aprendendo a lidar com o cão e como trabalharem juntos”, explica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here