Nova lei considera animais domésticos como crianças ao invés de propriedades nos EUA

0
15

A lei, que entrou em vigor em 1º de Janeiro deste ano é semelhante a uma legislação do Alasca e deixa de considerar animais como propriedades para tratá-los como seres vivos que merecem ter seus melhores interesses atendidos.

A lei aplica-se somente animais domésticos. “Isso começa a seu animal mais como crianças. Se você comparecer perante um juiz, eles são autorizados a considerar o melhor interesse do animal “, explica a senadora de Illinois Linda Holmes.

Como mais de dois terços de todas as famílias norte-americanas tutelam um animal, a medida é importante, pois os animais precisam se adaptar quando ocorre o término de um casamento, revela o Livekindly.

“É um passo positivo na lei incluir agora uma consideração pelo bem-estar do animal. A maioria dos tutores de animais acredita que seus cães são algo mais do que uma propriedade. Eles pensam neles como membros da família”, declara Jeffrey Knipmeyer, sócio da Nottage and Ward.

Em um recente artigo intitulado “Quando a Lei reconhece os animais como pessoas”, escrito por Suzanne Monyak e publicado no The New Republic, a autora aponta que o reconhecimento da autonomia e do bem-estar dos animais domésticos pela lei pode resultar em mais progresso pelo bem-estar animal. A nova lei de Illinois pod inspirar grandes mudanças em todo o país e em todo o mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here